Category Archives: Textos de alunos

“Estou a crescer” na “Dança das palavras”

Concursos PNL

O poema Estou a crescer! do aluno Miguel Lourenço, obteve o 3º lugar no concurso Faça lá um Poemado Plano Nacional de Leitura.

O seu poema integrará a antologia A dança das palavras que reúne os poemas vencedores desde o ano letivo 2009/2010, que será apresentada no Centro Cultural de Belém, no dia 19 de Março de 2016.

O poema do Miguel, que frequenta o 5º ano, foi um dos quatro selecionados no concurso de poesia do agrupamento – um por ciclo – para serem enviados ao  concurso Faça lá um Poema.

Estou a crescer!

Já estou na Escola Básica
Estou no 5.º ano, estou a crescer!
Acho a minha escola fantástica
Na minha turma, tenho amigos a valer!

São livros, cadernos e equipamento,
Para badminton ou para o basket,
Também não posso esquecer a flauta, o meu instrumento
Nem, do Edulab, o meu tablet.

Por isso a mochila anda sempre pesada
Sempre e a todo o momento
Mas para mim não é nenhuma maçada
Nem que, por vezes, me sinta um jumento!

Gosto desta nova rotina
Ter cacifo e cartão para usar
Gosto de almoçar na cantina
E de andar no Desporto Escolar.

São novas disciplinas
Todas nos põem a trabalhar
São estas novas rotinas
Que nos fazem aprender a desenrascar

Sei que ainda sou petiz
E que tenho muito para aprender
Mas nesta escola sinto-me bem e feliz
Sinto que estou a crescer!

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Atividades, biblioteca em ação, Textos de alunos

Liberdade é…

Quem me dera ser livre como a trovoada.
Ninguém a para… é indestrutível.

Quem me dera ser Teatro.
Viver e sentir a realidade que eu quiser…

Quem me dera ser amor…
Amor incondicional, sem julgamento…

Quem me dera ser tartaruga…
Viver com calma, serenidade, e ter muitos anos para disfrutar.

Quem dera ser livre… uma caneta.
Ser possuída pela essência dos artistas.

Quem me dera ser livre como a beterraba…
Crescer em constância, limpar, nutrir, curar…

Eu seria também o nascer do sol…
A inspiração dum novo dia.

Seria também uma criança…
Capaz de me moldar noutra vida.

Melhor seria pintar…
Sentir a liberdade…
Criar a minha própria realidade.

Quem dera ser também a obra de Shakespeare…
Marcar a história…
Ter a liberdade de exprimir um amor proibido.

Quem me dera ser livre, ser o bing bang.
Poder recomeçar séculos de história.

Texto produzido pela aluna Lisandra Silva, da turma EFA B, no âmbito da disciplina de Cidadania e Profissionalidade no contexto do domínio de referência – Liberdade e Responsabilidade Pessoais.

Imagem colhida no blogue http://fazalgumtempo.blogspot.pt/2012/03/nascer-do-sol.html

Deixe um comentário

Filed under Textos de alunos